Aloysio de Souza

Liderando um produto com Design

Como transformar um sistema de rastreamento em uma ferramenta útil para o negócio

Em um produto com uma estrutura de time peculiar, o Design atua como protagonista para entender as necessidades dos usuários e transformar dados em informações relevantes para o negócio do cliente.

Quais problemas estamos resolvendo com um sistema de rastreamento?

Quando cheguei no time, essa foi a minha primeira pergunta, e as respostas não eram muito claras. Com tantos produtos parecidos no mercado, como saber se estávamos lidando com um problema relevante, recorrente e mal resolvido?

A primeira atividade foi organizar a base de conhecimento que tínhamos a respeito do problema e usuários. Reunir dados de persona, evidências de uso e expectativas de stakeholders foi essencial para direcionar o trabalho de discovery junto com o time formado por 1/2 product manager e 2 desenvolvedores.

Desvendando necessidades

Após algumas entrevistas e testes de uso, não só algumas necessidades ficaram mais claras, como surgiu um direcionamento mais concreto de como poderíamos ajudar a resolver problemas de negócio dando visibilidade operacional ao usuário.

Resultados até agora

Após 3 sprints de entregas incrementais, conseguimos implementar a nova interface por completo e disponibilizar para o usuário informações, antes não vistas, para o seu negócio, facilitando a sua tomada de decisão. Neste quarter, ampliamos a taxa de engajamento de 50% para 74% e  reduzimos em quase 50% o esforço cognitivo de tarefas corriqueiras na torre de controle, como a de buscar veículos ou checar os índices de retenção. Automatizamos processos, antes manuais, e com discoveries contínuos estamos capturando os primeiros dados de retorno de investimento para o negócio.

Antes Depois

Design como ferramenta

Ao final do quarter passado, ficamos sem PM e a squad se tornou um power trio. Mas isso não nos fez recuar e definimos metas mais agressivas de MRR e DAU/MAU para o próximo período. O Design vem cumprindo o seu papel, divergindo e convergindo na busca de mapear problemas e endereçar soluções. Usamos dados qualitativos e quantitativos para direcionar o produto para o caminho que parece correto. Às vezes, é preciso dar saltos de fé, mas fica mais fácil quando sabemos o problema que queremos enfrentar.

Persona criada com dados quantitativos

Para conhecer mais o produto: https://movelytics.io